Criar um Site Grátis Fantástico

COMISSÃO DA IGUALDADE RACIAL DO AGLOMERADO URBANO

COMISSÃO DA IGUALDADE RACIAL DO AGLOMERADO URBANO

Comissão de Promoção da Igualdade Racial do Algomerado Urbano de Piracicaba

 

 

 

 

 

A elaboração de políticas públicas para a promoção da igualdade racial esteve em pauta na tarde desta quarta-feira, 23, na sala de reuniões do prédio anexo da Câmara de Vereadores de Piracicaba, em iniciativa da vereadora Madalena (PSDB). Com a presença de autoridades, entre elas o prefeito Gabriel Ferrato (PSDB) e a coordenadora estadual de Promoção de Igualdade Racial, Elisa Lucas, foi discutida a criação de novas instâncias de debate destas políticas, tanto no âmbito municipal quanto no regional, a partir da introdução de uma comissão no Aglomerado Urbano de Piracicaba (AUP). 

Por mais de três horas foram apresentadas três propostas para ampliar os espaços de discussão e elaboração de políticas públicas voltadas à promoção da igualdade racial. A primeira foi de iniciativa do Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra de Piracicaba (Conepir), com o intuito de criar uma comissão para trabalhar o tema no Aglomerado Urbano. “Piracicaba é maior cidade desta regional e precisa assumir a frente destas iniciativas”, avalia Adney Araujo, presidente do Conepir. 

De acordo com Araújo, o objetivo da proposta é aglutinar as demandas das 22 cidades ligadas ao Aglomerado no intuito de elaborar soluções conjuntas. “Já estamos desenvolvendo uma atuação mais próxima à cidade de Capivari, onde pretendemos formar novos grupos de atuação nesta luta de promoção da igualdade racial”, disse. Ele avalia que o Conepir tem capacidade de ser “a representante legal” desta comissão. “Temos um bom transito já em algumas cidades do Aglomerado e isso poderia contribuir também no desenvolvimento deste trabalho”, acrescentou Araújo. 

As outras propostas são da vereadora Madalena, como a criação de uma Coordenadoria Municipal de Promoção da Igualdade Racial em Piracicaba. “Precisamos ter uma equipe forte e capacidade para trabalhar de maneira constante estas demandas”, avaliou a vereadora, que, nesta tarde, recebeu a coordenadora estadual Elisa Lucas. “Daremos total apoio à criação desta instância, porque entendemos como fundamental um trabalho consolidado e permanente a partir do poder público”, classificou Elisa. 

Na mesma oportunidade, a vereadora Madalena (PSDB) também apresentou a proposta de trazer à Piracicaba o programa federal Juventude Viva, desenvolvido pela Secretaria Nacional da Juventude. De acordo com o material oficial do programa, a proposta é “incorporar a dimensão preventiva à violência”, no sentido de articular políticas nos campos da educação, trabalho, cultura, entre outros aspectos. “A violência com a população negra é muito grande, principalmente aos jovens”, lembrou a vereadora Madalena, ao comentar as constantes mortes por homicídios registradas no País. 

Para o prefeito Gabriel Ferrato, o poder público precisa estar sensível a estas demandas. “A desigualdade é o problema que origina todos os outros”, disse o chefe do Executivo. Ele lembrou que, muitas vezes, as pessoas “se acostumam com a paisagem (de exclusão)”, mas o poder público precisa atuar para amenizar os males oriundos dela. “A Prefeitura está à disposição em atuar junto à comunidade negra nestas questões”, disse. 

O encontrou contou ainda com a participação do procurador-geral do município Mauro Rontanti, o secretário municipal Sergio Furtuoso (Trabalho e Renda), além dos vereadores José Antonio Fernandes Paiva (PT), Pedro Kawai (PSDB), Chico Almeida (PT), e representantes de Paulo Camolesi (PV), José Aparecido Longatto (PSDB), Carlinhos Cavalcante (PPS), José Luiz Ribeiro (SDD), e do deputado estadual Roberto Morais (PPS).

 



Texto:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337

 

 
Criar um Site Grátis Incrível | Criar Loja online Grátis | Sites Grátis | Criar Loja Virtual Grátis | Hospedagem de Sites